publicidade
Mapa do Site Anuncie sua empresa Anucie sua oferta Cadastre-se
Sucata de Metais Ferrosos Sucata de Metais Não-Ferrosos Sucata de Plástico Sucata de Papel e Papelão Sucata de Eletrônicos Sucata em Geral
em artigos site todo

Fabricação do Polietileno

O etileno é um gás que se liquefaz a -104 ºC e pouco solúvel em água. Encontrado no gás de coqueria ou no gás natural, sendo representado pela formúla C2H2.

No processo de polimerização é formado o polímero de etileno, conhecido genéricamente como Polietileno e representado como (C2H2)n
onde n é a váriavel do processo de polimerização e que forma dois tipos diferentes de polietileno, sendo :

-LDPE( L - 'low' = baixo ) - Polietileno de baixa densidade
-HDPE( H - 'high' = alto ) - Polietileno de alta densidade

Apesar de descoberto em 1899 pelo químico alemão Hans Pechmann, foi desenvolvido muito lentamente, sem ter grandes aplicações comerciais, passando a ser produzido industrialmente apenas em 1939.

LDPE

É o resultado da polimerização do etileno que produz uma estrutura ramificada de monômeros em pressões e temperaturas altas. Se funde a uma temperatura entre 104º e 120ºC, e se queima a 300ºC. Tem aspecto translúcido, opaco, de alta espessura e um toque parafínico. Não é tóxico, e é totalmente insolúvel na água, sendo fracamente permeável ao vapor d'água. Muito utilizado no processo de extrusão para fabricação de película.

HDPE

É o resultado da polimerização do etileno que produz uma estrutura linear de monômeros em pressões e temperaturas baixas, como mostra a foto anterior. É mais rígido e mais opaco que o LDPE e amolece entre 130º e 140ºC, possuíndo boa resistência a choques térmicos e baixas temperaturas.
Bem mais permeável a gases que o LDPE, e sua permeabilidade ao vapor d'água é quase nula.

Ambos são produzidos em granulos como mostra a foto ao lado.




Fonte: Portal São francisco