publicidade
Mapa do Site Anuncie sua empresa Anucie sua oferta Cadastre-se
Sucata de Metais Ferrosos Sucata de Metais Não-Ferrosos Sucata de Plástico Sucata de Papel e Papelão Sucata de Eletrônicos Sucata em Geral
em artigos site todo

Reciclagem de Papel

O papel reciclado tem ganhado cada vez mais espaço no mercado nacional e internacional. Empresas e órgãos públicos, por exemplo, têm adotado o papel reciclado em suas compras de material para escritório. Assim, o papel reciclado já representava mais de 30% do mercado nacional de papéis em 2006.

Um dos principais argumentos para a reciclagem de papel é a redução dos impactos danosos ao meio ambiente, e entre eles está a diminuição do uso de árvores para a produção do papel. Uma tonelada de aparas (papéis cortados para a reciclagem) pode substituir o corte de 15 a 20 árvores, dependendo do tipo de Reciclagem de papel. Papel Reciclado. Papel na reciclagem. papel que será produzido, segundo a Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo. Outro argumento é que haveria uma redução da energia elétrica para a produção de papel com a reciclagem. A porcentagem de economia, no entanto, pode variar muito já que há empresas de papel e celulose com eficiente autogeração de energia, enquanto algumas empresas de reciclagem acabam usando métodos mais convencionais de obtenção de energia.

Há também o argumento que na produção de papel reciclado há uma economia de água. Nesse caso, também não há um número exato da economia. Há fontes que falam em 10 mil litros de água a menos por tonelada produzida, mas há também quem chegue a falar em cerca de 100 mil litros. Reciclagem de papel. Papel na reciclagem. Papel reciclado.

De qualquer modo, cerca de 40% do lixo urbano no mundo é composto de papel. Sua reciclagem ajuda a evitar o desperdício. No Brasil, o consumo de aparas (a matéria-prima do papel reciclado) cresceu 56% de 1997 para 2006, segundo a Associação Brasileira de Papel e Celulose (Bracelpa), enquanto o consumo de papel cresceu 24,9% no mesmo período. O que quer dizer que há uma produção maior de papel reciclado.

Das 175 produtoras de papel instaladas no país, 75% têm mais de 50% dos seus produtos originários da reciclagem. Em 2006, o Brasil tinha uma taxa de recuperação de papéis para reciclagem de 45,4%. O campeão da reciclagem é a Coréia do Sul (com uma taxa de 78,1%) e o vice-campeão é a Alemanha, com um taxa de 73,7%. Os papéis ondulados, aqueles usados em caixas de papelão, são o tipo de papel mais usado para reciclagem no Brasil, com 61,8%. O mercado de papel reciclado tem os mais diversos tipos de produtos. Vão desde caixas de papelão até papéis higiênicos.

Fonte: Como tudo funciona?