publicidade
Mapa do Site Anuncie sua empresa Anucie sua oferta Cadastre-se
Sucata de Metais Ferrosos Sucata de Metais Não-Ferrosos Sucata de Plástico Sucata de Papel e Papelão Sucata de Eletrônicos Sucata em Geral
em noticias site todo
22/11/2011 - 17:20 - Por: DCI

Produção brasileira de alumínio registra queda de 5,5% em outubro

A queda registrada nesses períodos se deve principalmente ao encerramento das atividades da unidade da Novelis em Aratu (BA)

A Associação Brasileira do Alumínio (Abal) anunciou ontem, em São Paulo, que a produção de alumínio primário referente a outubro de 2011 chegou a 124,5 mil toneladas no mês, o que corresponde a uma queda de 5,5% em relação ao mesmo período do ano anterior.

O volume acumulado produzido nos dez primeiros meses do ano foi de 1,1 milhão de toneladas, queda de 6,8% em relação ao mesmo período de 2010.

A queda registrada nesses períodos se deve principalmente ao encerramento das atividades da unidade da Novelis em Aratu (BA), em dezembro do ano passado. O maior impacto foi sentido no balanço da empresa  que, em outubro, registrou queda de 53,2% da sua produção. No acumulado do ano, o declínio ficou em torno de 48,5%. A desaceleração também atingiu os pátios da Votorantim Metais (CBA), que em outubro registrou queda de 7,8% da produção. De janeiro a dezembro, a diminuição foi de 15,3%.

Segundo informou a Abal, os resultados de desaquecimento da produção devem se repetir até o final do ano, uma vez que o fechamento da planta da Novelis, em 2010, irá afetar os números do setor até o início do ano que vem.

 

Produção de aço

A Associação Mundial do Aço (WorldSteel) informou ontem que a produção global cresceu 6,2% em outubro na comparação com o mesmo período do ano passado, para 124 milhões de toneladas. A produção chinesa - que compensou a redução na União Europeia (UE) - teve alta de 9,7% em outubro ante igual período de 2010, para 54,7 milhões de toneladas. Já nos países da UE houve recuo de 1,1%, para 15,3 milhões de toneladas. A utilização da capacidade das refinarias caiu para 76,5%, o menor nível do ano.

 

Produção brasileira

O Instituto Aço Brasil (IABr) divulgou ontem o balanço do mês de outubro, quando a produção interna atingiu 2,9 milhões de toneladas de aço bruto, queda de 2,7% sobre igual mês de 2010. No acumulado do ano, a produção foi de 29,7 milhões de toneladas, alta de 6,7% na comparação com o mesmo período de 2010. Em relação às vendas internas, o resultado de outubro foi de 1,8 milhão de toneladas de produtos, crescimento de 13,2% ante outubro de 2010. As vendas acumuladas em 2011, de 18,1 milhões de toneladas, mostraram incremento de 2,1% com relação ao mesmo período do ano anterior.

De acordo com o IABr, as exportações de produtos siderúrgicos atingiram US$ 7,1 bilhões no acumulado do ano, aumento de 61,2% em relação ao mesmo período do ano anterior. O Brasil importou US$ 333 milhões em aço na mesma base de comparação, 38,3% abaixo do mesmo período de 2010.