publicidade
Mapa do Site Anuncie sua empresa Anucie sua oferta Cadastre-se
Sucata de Metais Ferrosos Sucata de Metais Não-Ferrosos Sucata de Plástico Sucata de Papel e Papelão Sucata de Eletrônicos Sucata em Geral
em artigos site todo

A História do Niquel


O níquel é um elemento químico de símbolo Ni de número atômico 28 (28 prótons e 28 elétrons) e de massa atómica 58,7. À temperatura ambiente, o níquel encontra-se no estado sólido. É um elemento de transição situado no grupo 10 (8 B) da Classificação Periódica dos Elementos. O uso do níquel remonta aproximadamente ao século IV A.C, geralmente junto com o cobre. Atualmente, cerca de 65% do níquel consumido é empregado na fabricação de aço inoxidável austênico e outros 12% em superligas de niquel. O restante 23% é repartido na produção de outras ligas metálicas, baterias recarregáveis, reações de catálise, cunhagens de moedas, revestimentos metálicos e fundição. O níquel é um componente de rochas como qualquer outro metal, das é estraído.Origem do niquel. mercado de niquel

O uso do níquel remonta aproximadamente ao século IV A.C.  Bronzes originários da atual Síria tem conteudos de niquel superiores a 2%. Manuscritos chineses sugerem que o «cobre branco» era utilizado no Oriente desde 1400-1700 A.C, entretanto a facilidade de confundir as minas de níquel com as de prata induzem a pensar que, na realidade, o uso do níquel foi posterior, a partir do século IV A.C.

Os minerais que contém níquel, como a niquelina, são empregados para colorir o vidro. Em 1751 Axel Frederik Cronstedt tentando extrair o cobre da niquelina, obteve um metal branco que chamou de níquel. Os mineiros de Hartz atribuem ao «viejo Nick» (o diabo) o motivo pelo qual alguns minerais de cobre não poderiam ser trabalhados. O metal foi descoberto por Cronstedt na niquelina; foi então chamado de kupfernickel, diabo do cobremoeda de niquel. utilização do niquel. Peças de niquel. , e ainda é chamado em alguns lugares.

A primeira moeda de níquel pura foi cunhada em 1881